Como separar o lixo de casa

Estimada Leitora, Estimado Leitor

Muitos foram os dias nos quais quedei-me estupefacta ao perceber a quantidade de lixo que uma pequena família composta por casal e cachorrinha é capaz de produzir.

E apesar de achar tremendamente anti-ecológico deitar fora o lixo orgânico misturado ao material reciclável, não sabia como fazer, nem por onde começar.

Não sabia até assistir a uma palestra sobre o programa Pintou Limpeza, que me foi bastante elucidativa. Desde então, criei o hábito de lavar e secar bem as embalagens e dobrá-las ou amassá-las sempre que possível para não fazer volume.

No meu condomínio não tem coleta seletiva, por isso guardo tudo em caixas separadas e depois levo até um posto de coleta.

São poucos (e simples) princípios básicos:

  • É preciso lavar e secar as embalagens de tetrapack, lata, alumínio, PET, plástico e vidro para não atrair bichinhos peçonhentos.
  • Para diminuir o volume de garrafas PET, pise em cima delas até amassar bem e depois feche a tampinha.
  • Não se acanhe se não tiver aqueles amassadores profissinais de latinhas. Um bom pisão também resolve 😀
  • Quando separar papéis, rasgue-os em pedaços ou empilhe as folhas em vez de amassar. Papel amassado ocupa mais espaço, dá mais trabalho e encarece o transporte.

No site tem uma lista de postos de coleta e muitos links bacanas para quem se interessa pelo assunto.

;***

Publicado por Dadivosa em


29 comentários em “Como separar o lixo de casa

  1. Fer Guimaraes Rosa

    otimas dicas!
    uma coisa que eu adoro na minha cozinha eh o garbage disposer, onde eu jogo a maioria do lixo organico. nao sei se eh ecologico, mas tbm nunca ouvi falar que nao eh. evita jogar coisas que deterioram no lixo. o ideal seria usar tudo aquilo num composto – e eu conheco muita gente que faz isso – mas eu ainda nao me animei! 🙂 beijos,

    Responder
  2. Daniela

    Reciclo lixo há um tempão, qdo a gente se depara com a quantidade de lixo que pode ser reciclado numa casa com 3 pessoas é assustador pensarmos que não o reciclávamos. Tive um triturador e usei pouquíssimo por causa da tubulação que não estava preparada para ele. No meu atual apto. não reciclam lixo (ABSURDO) eu continuo reciclando e levo numa loja Pão de Açucar.
    Beijos

    Responder
  3. Renata

    Aqui no prédio, também não fazem coleta seletiva. O que eu já fiz foi levar algumas vezes ao Pão de Açucar. Mas não consegui fazer disso um hábito porque não é prático. Tenho agonia de ficar com os ítens acumulando aqui em casa até o dia que vou ao supermercado, que também não é pertinho e só dá pra ir de carro. O que eu faço é sempre separar os vidros, latas e revistas pra facilitar o trabalho um “catador autônomo” que passa alguns dias da semana aqui na rua. Mas nunca sei dizer se ele pegou ou se o condomínio misturou tudo lá embaixo…

    E sobre o triturador, eu também sempre penso em como gostaria de ter um quando estou descascando qualquer coisa!

    Tenho vários ps’s:

    – Como assim “cachorrinha”?
    – Fiquei tão inspirada com seu Labane e com o almoço da semana passada que no sábado fui almoçar num árabe e comi mooooiiito labane!!
    – E no mesmo sábado me perdi na saída do shopping villa lobos e descobri onde fica a ceagesp 😉

    Beijos!!

    Responder
  4. Gorete

    Aqui, a prefeitura local faz um serviço muito falho de coleta seletiva em alguns bairros nobres da cidade. Procuro separar o lixo, mas, por desconhecer as técnicas mais adequadas, não chego a ser perfeccionista. Vi sistemas modelos de coleta seletiva na França, que me impressionaram; ao mesmo tempo, me deixaram sem compreender a razão de existirem tantos ratos, principalmente, em Paris. Hehe

    Responder
  5. Akemi

    Legal saber que pouco a pouco está aumentando o número que pessoas que recicla o lixo por aí. Aqui a separação de lixo é tão minunciosa que até chateia! rsss
    Parabéns pelas dicas!

    Responder
  6. renata

    Aqui em Brasília coleta seletiva de lixo é apenas mais um sonho.Eu tenho reutilizado os sacos plásticos e evito pegar aquele amontoado de sacola no supermercado. Também dôo papéis/revistas para igreja levar para reciclagem. Tenho uma amiga que sempre me dá dicas de como ser mais ‘ecológica’ e isso tem me ajudado.

    Responder
  7. Dadivosa

    Daniela, também acho um absurdo e o pessoal do prédio não é lá muito receptivo a essas coisas, sabe? Mas eu sigo separando 😀

    Renata, você viu a listinha do site? Talvez tenha alguma coisa mais perto da sua casa… Sei que a Frida tá mais prum leãozinho, mas ai… pra mim ela sempre será pequenininha! Até a chamo de “pequena” acreditas?

    Gorete, tout a fait! Ratinhos tratados a croissant, o que você quer? ahhaha

    Akemi, conta pra gente como é aí no Japão! Aqui tem vários “níveis” de separação, digamos assim. Tem lugares, por exemplo, que têm um só lixão pra tudo o que é reciclável, sem separar plástico de papel de vidro etc..
    Outro dia assisti a uma reportagem que falava que pras comunidades carentes não é interessante que a gente separe tudo-tudo-tudo nos mínimos detalhes, pois muita gente sobrevive de fazer esse trabalho nas cooperativas. Não sei se procede, mas pareceu fazer sentido.

    Beijo!

    ;***

    Responder
  8. miki

    dadivosa, ótima iniciativa!

    é com essas pequenas ações que podemos ir mobilizando as pessoas aos poucos.

    um de meus blogs é exatamente sobre isso (é o “salve as árvores” – rs).
    tenho tentado, ultimamente, aplicar a historinha dos 3 Rs: reduzir – reaproveitar – reciclar.

    tem um artigo que saiu no estadao de um estudioso de harvard chamado niall ferguson (q reproduzi no blog). em resumo, ele diz que “embalamos excessivamente tudo o que consumimos”. apesar de separar o lixo há bastante tempo, e de conhecer a política dos 3 Rs, só depois de ler o artigo do moço é q a ficha caiu. Tenho tentado reduzir tudo o que posso e isso, especialmente em relação aos alimentos. Por exemplo, tomates pelados em lata, nunca mais comprei ou barrinhas de cereal (cada uma vem embalada individualmente – numa embalagem que nem sei se é reciclável – e ainda uma caixa de papel por fora) que meu marido acha bastante prático e comprava de monte, troquei pelos cookies de aveia, damasco e avelãs da valentina. nutritivos na mesma medida e bem menos “lixentos” ;-).

    parabéns pela iniciativa!
    bjs,

    miki

    Responder
  9. Dadivosa

    Miki, estou emocionada, fiilha! É muito legal descobrir tantas coisas em comum, né?
    Também conheço a política dos 3 Rs e estou tentando implementar aos pouquinhos. Vou tentar essa dos tomates pelados… como é que você faz? Pela vários e guarda? Tem algum truque para conservá-los melhor? Fiquei interessadíssima!
    Quanto às barrinhas de cereal, na palestra do Pintou Limpeza me falaram que aquele papelzinho pode ser reciclado, assim como embalagens de biscoito. Todas essas que têm um revestimento prateado, inclusive embalagens longa vida, devem ir pra lata dos metais.
    Um tempo atrás um banco desses aí deixava no site delesuma cartilha em PDF sobre os 3Rs, mas agora fui ali ver e tiraram do ar. Mudaram um pouco o foco para “casinha inteligente”, que também é legal e vale a visita.

    Beijos ;***

    Responder
  10. miki

    oi, dadivosa!

    com certeza, é!

    os tomates, eu compro uma baciaaaada e vou despelando à medida q vou usando. antes de fazer pela primeira vez, sempre achei que era chato, dificílimo etc etc. mas qual não foi a minha surpresa ao descobrir q é muito fácil! geralmente, enquanto estou preparando uma parte da receita, já boto a água pra ferver, lavo os tomates, faço incisões no “bumbum” em forma de xis e deito os bichos na água fervente. mas, acredito q dê para fazer vários de uma vez e guardar numa tupperware. um dia, era tomate demais e guardei um deles. fui usar só uns 4 dias depois e estava ótimo!

    legal saber sobre essas embalagens. eu sempre ficava na dúvida se era ou não reciclável!

    vou ver se consigo a tal cartilha dos 3 Rs!

    1 bj, ótimo dia pra vc! miki

    Responder
  11. Patricia Scarpin

    Dadi, esse post está “bombando”, como dizem, hein? 😀

    Muito bacana a sua iniciativa. Tb já cogitei levar os materiais separadinhos ao Pão de Açúcar, mas tem um senhor que vem ao prédio onde moro e leva as coisas, então não precisa – com exceção das latas, que minha empregada pediu pra levar pq ela vende. Separo tudo e ela leva, uma ou duas vezes por semana (dependendo da quantidade de cerveja ingerida pelo marido – risos)

    Sei que pode parecer meio rude da minha parte, mas ela pediu e achei que estava ajudando!

    Responder
  12. Dadivosa

    Patrícia, não entendi porque ajudar a moça seria rude da sua parte… e como disse a Renata ali mais pra cima, tem os “autônomos” que vivem disso, né? O legal é separar, para que outras pessoas possam se beneficiar da cadeia de reciclagem (ficou bonito, isso, hein?).
    Esses materiais complementam o orçamento de muita gente!
    beijo

    Responder
  13. Faby

    Meninas politicamente ecológicas do meu coração, tenho um cliente que tem muiiiita informação sobre reciclagem, inclusive no site deles vende a cartilha dos 3r’s. O endereço é http://www.cempre.org.br.
    Graças a Cristo Rex, aqui em casa tem coleta seletiva e eu já separo o lixo há anos!

    Beijucas

    Responder
  14. Cris

    FÊ:

    Eu separo o lixo reciclável (um montão para um só casal!) e levo ao Pão de Açucar do Tatuapé. Acho um absurdo que a Prefeitura não recolha esse tipo de lixo. Então, junto bastante, carrego o carro e corro para o mercado. Pode dar mais trabalho, mas pelo menos minha consciência fica tranquila.
    Seu livro restaurado continua fazendo sucesso. Tá virando carro-chefe da propaganda da Enilda (JK Encardenação)!

    Bjs,

    Cris

    Responder
  15. henrique

    Ola menina, não sei se ainda alguem irá ler mas tenho procurado por algum estudo q indique a quantidade de lixo gerado por uma família e achei legal saber de vcs, q me aparentaram ser bem refinadas.
    Obrigado pela colaboração.
    Henrique

    Responder
  16. liiiz

    RECICLAGEM!

    Hoje em dia, o tema “reciclar”, é um interesse municipal, estadual, federal, e até mundial!
    O ato de reciclar passou a ser o sustento, a sobrevivência de muitas famílias brasileiras e uma forma legal de usar a criatividade.
    A reciclagem é um beneficio, para o povo brasileiro, mas também, tem um papel muito importante para a ecologia, para a natureza, e para todos os seres vivos.
    Do material reciclável, indústrias e empresas importantes fazem dela, uma parte do rendimento econômico, como por exemplo, a produção de tecidos, roupas e até de um tipo de jeans além dos prêmios em dinheiro, com a liderança dos projetos realizados.
    Mas o mais interessante de tudo, é que o lixo reciclável, pode ser reutilizado varias e varias vezes!
    Se fossemos observarmos bem, e nos aprofundarmos no assunto, não só o lixo reciclável, mas também, 89% do lixo que produzimos, podem ser reutilizados!
    Podemos dar o exemplo, das cascas e dos restos de frutas, legumes e saladas que sobram, podem ser juntadas em um recipiente, e colocadas em um braço feito no solo, de aproximadamente 1 metro, e então, despejados no buraco e esse buraco deve ser fechado. As vitaminas existentes nele, passam para o solo, e estes restos das cascas, se decompõe, fertilizando esse solo!

    IMPORTANCIA DA SEPARAÇAO DO LIXO RECICLAVEL DO LIXO NÃO RECICLAVEL

    A separação do lixo é muito importante, quando o lixo não reciclável entra em contato com o lixo reciclável, o lixo reciclável acaba sendo contaminado, impedindo sua re-utilização.
    MATERIAS NÃO RECICLAVEIS

    Muitas vezes, as pessoas não sabem quais são os lixos não recicláveis, e acabam misturando o lixo, pensado que o lixo é reciclável, os principais equívocos, ocorrem principalmente com os seguintes materiais:
    Papéis: adesivos, etiquetas, fita crepe, papel carbono, papel toalha, papel higiênico.
    Metais: clipes, grampos, esponjas de aço, latas de tintas.
    Plásticos: cabos de panela, adesivos.

    Responder
  17. marcia

    Se preciso lavar o lixo reciclável, não estarei desperdiçando água e detergente, aumentando a quantidade de água a ser tratada e os problemas ambientais causados pelo uso de detergentes? As empresas que reciclam o lixo não lavam o material? Caso positivo, usamos duas vezes mais água pra reciclar o lixo e isso não me parece ecológico. Quero reciclar, mas quero fazer a coisa certa!

    Responder
  18. maria jose da silva

    é eu acho que lavando os reciclados vamos gastar mais água potável ,detergente e assim mais dinheiro também. como podemos fazer a coisa certa gostaria muito de a reciclagem doméstica mas continuo com dúvidas. espero que vocês possam me ajudar, abraços!!!!

    Responder
  19. Felipe Dahlke Gonçalves

    Gostaria de saber como faço para separar o lixo reciclavel, o que é reciclavel, onde descartar, e em que tipo de sacos separalos.
    Obrigado

    Responder
  20. Vera Lúcia

    Reciclo meu lixo, mas não sei o que fazer com ele. Fico incomodada com o espaço que ele vai tomando e é super desagradável ter que sair com o carro cheio de lixo pra algum lugar destinado para coleta de reciclaveis.
    Acho que deveria ter caminhões de lixo apenas para a coleta dos reciclados.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.




Arquivos

Post aleatório

Tempero de Frango #1

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail