Onde os fracos não têm vez, o profissional bebe leite gelado

O site Epicurious preparou um especial sobre o Oscar, elaborando menus inspirados nos filmes indicados pela academia. O menu de “Onde os fracos não têm vez”, por exemplo, segue a temática tex-mex, com seus chilis e quesadillas. Li o artigo com pontinha de decepção pois, no meu entendimento,  nenhum alimento representa melhor o filme do que a singela garrafa de leite gelado com que Javier Bardem – portador do par de mãos mais charmosos e, nessa película, do corte de cabelo mais horroroso de Hollywood –  mata a sede numa pausa agoniante.

Leite esse que é a bebida de preferência de outro matador: León (O Profissional), protagonizado por Jean Reno – dententor das maiores e mais estranhas mãos do cinema e cujo corte de cabelo pouco muda, seja ele bandido ou mocinho, policial, assassino ou ambos.

Tentei elaborar, sem sucesso, qual a relação da lactose com o ofício de matar. Aplacaria a bebida algum resquício de remorso? Seria ela um antídoto contra o peso de tanta morte? Afiaria ela a mira, neutralizaria a bile, acalmaria os nervos, baixaria a adrenalina, aumentaria a adrenalina, limparia a mente, gelaria o coração, lubrificaria as articulações, adormeceria os pensamentos?

Algo me diz que essa relação existe, mas a nenhuma conclusão cheguei e agradeço ao Leitor e a Leitora mais versados em Cinema, Nutrição, Semiótica, Filosofia, Química, Psicanálise ou Biologia que souberem o motivo por detrás desse elo que começa até a virar clichê, mas que liga também dois filmes e dois atores que tenho em alta conta.

Publicado por Dadivosa em


9 comentários em “Onde os fracos não têm vez, o profissional bebe leite gelado

  1. Ivanilde Ferreira

    Bom Dadivosa !

    Comentar as suas “maravilhosas receitas é um prazer”.
    Falar da sua pessoa , ainda não tenho um pequeno conhecimento, para tal comentários. Mas creio que vc é “especial”.
    Quando se trata de pratos elaborados tenho extremo bom gosto para prepará-los, e degustá-los.
    Em outras palavras amo a criatividade, com que vc elabora seus pratos.
    Sucesso ! vida longa a vc.
    Um abraço: Ivanilde Ferreira.

    Responder
  2. Nina

    O leite é o nosso primeiro alimento. Talvez exista a analogia sobre fome primária de saciar o instinto de matar (em animais, não em homens).
    Até alguns anos atrás, acreditava-se que o leite diminuia a acidez estomacal para que tinha gastrite. Não assisti este filme do Javier Bardem, mas se não me engano, no O Profissional, o protagonista tinha gastrite. Muitas vezes a gastrite é conectata com nervosismo e, um matador é no mínimo tenso! rsrs
    bjo.

    Responder
  3. Juliana Almoualem

    O leite e o instinto de sobrevivência são igualmente primitivos e primordiais na vida do homem desde sempre em sua existência!

    Receitas deliciosas de comer e textos igualmente deliciosos de se ler!!!

    um beijo querida!

    Responder
  4. Márcia

    Bem, eu não sei a justificativa, mas eu poderia estar em qq destes filmes, pois tb AMO leite gelado, só que tem que ter Nescau, tá?
    kkkkkkkkk
    Aliás, leite, SÓ GELADO!!!
    Beijos, querida!

    Responder
  5. Daniel

    Nossa, estou ficando maluco, hahaha queria publicar este comentário aí acima no flickr e escrevi aqui! Pode apagar ele…
    Aqui eu iria comentar que embora use bastante leite aqui em casa, não costumo tomar muito leite assim puro não.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.




Arquivos

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail