Bataturgente

Bataturgente

Outro dia contei à leitora e ao leitor o quanto os homens da família são dadivosos, cada um a sua maneira.

As mulheres também o são, salvo que em maior número e grau, motivo pelo qual necessitarei de muitos relatos para dar conta de falar de todas, ainda que superficialmente.

Fascina-me também a capacidade que corre na família para dar nomes às coisas, colocando apelidos que sempre combinam e “pegam”.

Existe uma receita muito apreciada na casa de mamãe que, se a vista não me pisca, foi batizada por um representante masculino do clã dos Dadivosos.

O nome, bastante conhecido da família, agora estará nos domínios da rede mundial de computadores para ser reproduzido em outros lares também: bataturgente.

Assim mesmo, tudo junto, falando rapidinho: bataturgente!

A autoria é nebulosa, não sei precisar se o termo foi cunhado pelo tio Ricardo ou pelo Babbo. Fato é que harmoniza com a rapidez do preparo e tem um quê de “ai que fome, preciso de alguma coisa rápida e gostosa para deixar a barriga quentinha”.

Tampouco a quantidade de ingredientes é muito precisa. A personalidade dessa batatinha reside num toque final do preparo, sendo importante usar uma panela com tampa para o feito.

Ingredientes:

  • batatas descascadas e cortadas em cubos
  • sal o quanto baste para cozinhar as batatas
  • água o quanto baste para cozinhar as batatas
  • manteiga a gosto
  • salsa picadinha

Como fazer:

  1. Cozinhe as batatas em água e sal, depois escorra-as rapidamente.
  2. Devolva-as para a panela ainda quentes (que deve ter uma tampa, lembre-se), com o fogo desligado.
  3. Coloque a manteiga (mais um menos uma colherada para cada 4 batatas pequenas ou 2 médias) e a salsa sobre as batatas.
  4. E o pulo do gato vem agora: tampe a panela, cubra-a com um pano de prato e, segurando bem a tampa, sacuda-a para cima e para baixo. Isso mesmo, faça um remelexo com a panela por uns 10 segundos, ouvindo um barulhinho macio e gostoso.
  5. Abra a tampa, retire as batatas da panela, que se despedaçaram um pouco e foram envolvidas pela manteiga, e sirva imediatamente.

Na casa da mãe, a bataturgente é acompanhada de bife acebolado, arroz branco e salada de tomate-alface, consistindo na clássica “comidinha urgente” preparada na hora, com ingredientes frescos e com gostinho de família reunida.

P.S.: Peço desculpas pela foto desmaiada, que tão pouco valoriza as batatinhas. Hesitei muito em publicá-la, mas creio que sirva pelo menos como ilustração do formato.



13 comentários em “Bataturgente

  1. Silvia Arruda

    Hummmm, batata é meu fraco… vou ter q testar esta receita nesta semana mesmo…
    Na casa do meu pai, com meus irmãos, também tínhamos o hábito de batizar os pratos “inventados” por nós. Lá no meu blog tem a receita do prato “Batatas Forever”, um dos primeiros posts.
    Beijo

    Responder
  2. Dadivosa

    Karla, deixe para o jantar, que tal? Aliás, bataturgente é mais comum à noite mesmo 🙂

    Patricia, simples e eficaz, como devem ser as comidinhas urgentes!

    Silvia, claro que me lembro de suas batatas forever, como não?

    ;***

    Responder
  3. Juliana Almoualem

    Juro que eu tive vontade de atacar essa foto! eu na minha dietinha com muita água e alface e me aparece uma foto dessas??? nham nham nham

    Responder
  4. Daniela

    Adorei a receita e o nome da receita! Dadi, vou mostrar pro marido outro dia ele resolveu cozinhar pra mim e errou a mão. Eu que não sou boba nem reclamei pra não desanimá-lo.

    Beijos

    Responder
  5. Dadivosa

    Ju, eu faço procê se me prometer que vai sair dessa neura de água e alface, fiiiilha!

    Márcia, acho que ela não terá problemas para reproduzir a receita. Em todo caso, qualquer coisa me pergunte, querida.

    Vitor, elas deixam um cheirinho irresistível em casa 🙂

    Vivianne, eu també sou apaixonada por elas!

    Eliana, falei ontem para o Babbo que a bataturgente ficaria famosa hahaha

    ;***

    Responder
  6. Akemi

    Dadi, estava aguardando a receita destas batatas desde que vc postou sobre sua família talentosíssima. Adorei o nome, tão simpático! Só de pensar nestas batatas com um belo bife…. hummmmm!

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.




Arquivos

Post aleatório

Suflê de Cenoura

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail