Pasta de Ricota Multiprática

Estava a relutar se deveria ou não publicar o que não chego a considerar uma receita propriamente dita… estaria mais para uma dica doméstica. Além disso, olvidei-me de registrar a feita da última vez e não tenho imagens no momento.

Mas creio que o Leitor e a Leitora hão de entender e aceitar minha promessa de publicar uma foto mais tarde.

Trata-se de uma base muito prática, como o próprio nome diz, que pode ser acrescida do sabor desejado, bastando para isso adicionar os ingredientes e fazer trabalhar mais um pouco nosso amigo liquidificador.

Ingredientes para a pasta básica:

  • 500 g de ricota fresca picada
  • 250 ml de iogurte natural [usei do caseiro, como sempre]
  • pitada de sal

Como fazer:

  1. Levam-se os ingredientes ao liquidificador e bate-se na velocidade que preferir (já fiz no modo pulsar, no 1, no 2, no 3… sempre com bons resultados) até que a mistura fique homogênea. Rende uns 600 ml.

Mil cores e sabores podem ser acrescidos à mistura básica, ou não. Gosto muito dessa pastinha para comer assim, neutra, com uma boa torrada. Mas também me encantam as possibilidades cromáticas, veja só minhas preferidas:

  • Para um lilás apetitoso: acrescente azeitonas pretas e faça mais um “whiiiiiiizzzz” no liquidificador.
  • Para um verde hipotizante: duas colheres de sopa de salsinha e cebolinha em uma xícara da mistura básica e bata por alguns segundos para processar.



13 comentários em “Pasta de Ricota Multiprática

  1. Márcia

    dadi,
    essa é uma de minhas dicas preferidas, tb, amiga!
    Já botei de tudo: tomate seco, parmesão, gorgonzola… Fica sempre delííícia, naõ tem erro!
    Ah, fiz o bolo da Vó Nair, tentarei postar logo mais, à noitinha…
    Bjos!

    Responder
  2. Juliana

    Alguem já te falou que você é demais??? Um monte de pessoas né?!?!?!? Eu sou mais uma, então…
    Essa eu vou fazer também…
    Beijinhos

    Responder
  3. Juliana

    Preciso perguntar uma coisa fora de post…
    Que lugar eu preciso ir para encontrar “lábane”??? Que tipo de estabelecimento vende isso????
    Ai que vergonha…mas vou perguntar assim mesmo…
    Beijo

    Responder
  4. Cinara

    Dadi, depois conta pra gente que outras “cositas” você já acrescentou a esta pastinha de ricota! Como você, eu encaro apenas a pasta neutra, mas também curto receitas diferentes, daquelas que as pessoas ficam comentando: “Mas o que é isto? Que sabor diferente!” Aposto que você tem alguma dica bem exótica na manga… ;o) Beijocas!

    Responder
  5. Ana

    Dadi,

    Já copiei e imprimi a receita pra fazer o mais rápido possível. Vou receber minha mãe e minha comadre aqui essa semana e tudo o que eu quero são receitas bem light e práticas. Essa é super versátil e vou poder usar tanto em lanches quanto em molhos de saladas. Você é mesmo demais!!!
    ;0)
    beijo grandão procê,

    Responder
  6. Dadivosa

    Márcia, é um verdadeiro curinga, né?

    Juliana, obrigada pelo comentário. Você encontra o lábane (ou coalhada seca) em grandes supermercados ou em lojas de produtos árabes. Você pode ainda fazer o próprio lábane, conforme expliquei no passo a passo.

    Cinara, puxei pela minha (um pouco combalida) memória e não consegui lembrar de muita coisa não. Peito de peru, presunto, ervas finas… essas coisinhas todas ficam ótimas. Não cheguei a fazer, mas deve ficar espetacular com damascos 😀

    Ana, obrigada! Essa pastinha nos salva de muitos apuros! Creio que deva ficar bom também sobre uma batata assada, com cebolinha e azeite de oliva. Hmmm, estou tendo idéias!!!

    Patrícia, adorei a idéia! Vou testar com certeza.

    Eliana, querida, você também gosta? Fico imaginando as belezuras que você é capaz de fazer com essa pastinha. Aquela sua torradinha de frô não me sai do pensamento, sabia?

    Silvia, tudo feito no nosso indispensável liquidificador, esse utensílio maravilindo da vida moderna 😀

    Akemi, será que teria uma versão japonesa dessa pastinha? O que será que podemos acrescentar a ela para dar um toque oriental, hein? Fiquei matutando…

    ;***

    Responder
  7. Tania Lampe

    Que gostoso!!!Lembrei da minha infância…Minha mãe fazia, amassadinha com garfo,iogurte,sal e cebolinha (daquela bem fininha)fresquinha do quintal.Eu gostava assim ó:pão a pastinha e mel humm!! Boa lembrança!!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.




Arquivos

Post aleatório

Casca 1 X 0 Lata

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail