Abóbora cabotiá assada

Cabotiá, cabotiã, kabocha, abóbora japonesa. Meu jeito preferido de usar essa abóbora é este: assada, com algum tempero, para servir quente, morna ou fria, por cima da salada, como acompanhamento, entrada ou até prato principal.

O preparo é facílimo.

Chato mesmo é cortar a abóbora, morro de medo de decepar um dedo, esbarrar na taça de vinho, escorregar na molhadura, cortar o pé na taça quebrada, ser levada às pressas para o hospital, esquecer que o forno estava ligado e incendiar a casa.

Para mitigar o risco, uso uma faca bem grande, pesada e afiada. Deito a metade da abóbora em uma tábua de corte, com o lado reto para baixo, casca para cima. Respiro fundo, me concentro e faço um primeiro corte bem no meio. Depois vou cortando os gomos com cuidado. Nunca faço essa receita com pressa pelo motivo supracitado.

Se alguém tiver uma dica melhor, “estarei aceitando” ;)

Mas não se detenha por causa desse pormenor. Na pior das hipóteses, dá para encontrar a abóbora já fatiada (ou pedir para alguém mais jeitoso fazer isso para você).

Para veganos, vegetarianos e reducitarianos, abóbora assada é puro amor. Para onívoros, também.

Abóbora cabotina assada - Dadivosa

Olhaelaí!

 

Abóbora cabotiá assada

Ingredientes:

  • ½ abóbora cabotiá, com casca e tudo
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • Sal a gosto
  • Páprica a gosto

Como fazer:

  1. Ligue o forno a 200oC para pré-aquecer (o meu leva uns 15 minutos).
  2. Retire as sementes e as fibras da abóbora com uma colher. Você pode guardar as fibras para fazer sopa ou caldo e as sementes para assar.
  3. Corte a abóbora em gomos de 1 a 2 dedos de espessura. Use uma faca grande e muito cuidado. É preciso concentração, alguma força e jeito, mas vai valer a pena.
  4. Espalhe uma colher de sopa de azeite no fundo da forma.
  5. Arrume os gomos da abóbora na forma, casca para o lado, sem que elas se sobreponham.
  6. Salpique um pouco de sal e páprica.
  7. Regue com mais uma colher de sopa de azeite.
  8. Leve ao forno a 200oC por 15 minutos, na prateleira mais baixa.
  9. Abra o forno, retire a forma e vire os gomos de abóbora (já devem estar com a parte de baixo dourada).
  10. Asse por mais 15 minutos. Verifique se a abóbora está macia. Se não estiver, não desista! Forno é bicho tinhoso, nem sempre obedece. Deixe mais um tempo e vá verificando.
  11. Desligue o forno e, se puder, deixe a abóbora assada descansar por uns 10 minutinhos (dentro do forno mesmo) antes de servir.

Não parece, mas essa é uma receita para lá de polivalente. A abóbora cabotiá assada pode:

  • Virar a estrela da mesa, com coalhada seca e bastante coentro fresco (não torça o nariz, experimente pelo menos uma vez – foi assim que aprendi a gostar de coentro).
  • Compor uma salada com rúcula (ou outra folha picante), vinagrete de mel e limão, nozes e o queijo de sua preferência.
  • Fazer parte de um risoto firmeza, com ou sem queijo.
  • Ir para dentro de uma fritada ou omelete.
  • Ser recheio de quiche.
  • Acompanhar algum assado.
  • Ser triturada e, com casca e tudo, perfumar e abrilhantar um pão caseiro.
Abóbora cabotina assada - Dadivosa

Com coentro – mas pode substituir por salsinha ;)

As possibilidades, meus estimadinhos e estimadinhas, são trocentas. Depois me contem o que fizeram!

 

Se sobrar, guarde na geladeira, em um pote com tampa, e use nos próximos dias.

 

P.S.: Eu sempre como a casca!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.




Arquivos

Post aleatório

Pão de Liquidificador

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail