Berinjela marinada

Esta berinjela marinada é tão fácil que chega a ser besta. Tenho feito muita receita besta. Daquelas que, para cozinheiros mais experientes, nem receitas são.

Acontece que justamente essas comidas mais simplonas de fazer têm provocado a maior curiosidade entre os convivas: como você fez isso aqui? Que tempero usou? Será que consigo também? Me ensina a fazer?

Ensino, claro!

Berinjela Marinada - Dadivosa

Botei num potinho lindo pra vocês 😉

Se você já cozinha há um tempão, provavelmente vai sacar a receita só pela lista de ingredientes. Se nunca cozinhou, está dando os primeiros passos ou não se considera muito ninja das panelas, pega na minha mão e vamos fazer juntos uma receita que não dá trabalho, suja pouca louça, pode ser guardada na geladeira e consumida como prato principal (oi, amigos veganos!), entrada, acompanhamento, antepasto ou recheio de sanduíche.

Vivo avisando a quem começa a cozinhar: ler a receita inteira com antecedência é meio caminho andado para dar tudo certo.

Por isso, já vou deixar aqui os ingredientes e o modo de preparo pra você dar uma olhada. Tentei explicar bem. Se ficou alguma dúvida, pode perguntar nos comentários. No final, falo de como fazer as compras e recapitulo todos os utensílios que vamos usar, combinado?

Receita de Berinjela Marinada

Ingredientes:

Para o preparo das berinjelas

  • 3 berinjelas médias
  • 1 colher de sopa de sal
  • Azeite de oliva para grelhar as berinjelas (umas 3 colheres de sopa)

Para a marinada:

  • 1 dente de alho
  • ½ colher de chá de sal
  • 1 laranja-pera
  • 1 limão tahiti
  • 1 pimenta dedo-de-moça
  • 1 pimenta cambuci verde (também é chamada de chapéu de bispo, mas pra mim ela parece um disquinho voador, acho uma graça. Se não encontrar, pode usar outra pimenta sem picância)
  • ½ xícara de folhas de salsa
  • 2 cebolinhas verdes
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva

 

Como fazer:

  1. Comece pelo preparo das berinjelas. Lave-as e seque-as bem. Deixe um escorredor de macarrão ou peneira dentro da pia ou sobre uma tigela grande. Tenha o sal por perto. Para cada uma das berinjelas, faça o seguinte: corte a ponta que tem o cabinho e a ponta do lado oposto. Coloque a berinjela de pé, com o lado maior sobre a tábua de cortar. Apoie os dedos na parte de cima, só para ela não se mexer e, com cuidado, retire uma fatia da casca em cada um dos lados. Agora, corte a berinjela em três fatias no sentido do comprimento. Deite cada uma dessas fatias na tábua e corte-a em três partes, no sentido do comprimento também. Vá colocando as fatias no escorredor de macarrão ou peneira e, quando todo mundo estiver lá, salpique uma colher de sopa de sal de maneira uniforme. Mexa as fatias com as mãos, trazendo as que estão embaixo para cima e vice-versa. Pronto, agora deixe-as ali descansando enquanto a gente faz a marinada. Elas vão soltar um líquido. É assim mesmo que tem que ser.
  2. Descasque o dente de alho. Corte-o no sentido do comprimento e verifique se ele tem uma partezinha mais dura no meio (às vezes é um pouco verde) – retire e descarte essa parte. Na tábua mesmo, coloque ½ colher de chá de sal sobre as metades do alho. Com a lâmina da faca deitada, vá esmagando o alho (o sal ajuda a não escorregar) até formar uma pasta. Transfira essa pasta para a vasilha de vidro ou cerâmica (é nela que a berinjela vai marinar mais tarde).
  3. Corte a laranja ao meio, na “linha do equador”. Esprema cada uma das metades em um pote ou copo, depois peneire e junte o sumo da laranja ao alho. Se tiver a manha, esprema o sumo diretamente na vasilha onde colocou o alho, tomando o cuidado de aparar as sementes com a outra mão. Faça o mesmo procedimento para espremer o limão.
  4. Lave e seque a pimenta dedo-de-moça. Coloque-a deitada sobre a tábua, corte e descarte o cabinho. Corte-a ao meio, no sentido do comprimento. Com uma colher de chá, raspe fora as sementes e aquela membrana branca onde elas ficam grudadas. Descarte as sementes e a membrana. Corte a pimenta em fatias fininhas, depois junte todas as fatias e vá cortando na perpendicular, para formar cubos bem pequenos. Pela cabeleira branca do doutor Walter, meu oftalmologista, nunca toque os olhos depois de mexer em pimenta! Junte a pimenta picada à vasilha onde estão o alho, a laranja e o limão.
  5. Lave e seque a pimenta cambuci, se for usar. Corte fora o cabinho, corte-a em quatro no sentido do comprimento, retire e descarte as sementes e membrana branca. Corte em tiras e depois em cubinhos – ela tem um formato diferentão, mas não se intimide! Vá cortando do jeito que achar melhor, o importante é que os pedaços fiquem bem pequenos (coisa de um milímetro). Coloque a cambuci na marinada também.
  6. Na tábua, faça um montinho bem apertado com a salsa. Vá cortando fatias finas, depois junte tudo novamente e faça mais uns cortes. Corte a cebolinha verde em rodelas finas. Junte o cheiro verde à marinada.
  7. Misture as 2 colheres de sopa de azeite à marinada e reserve.
  8. Agora vamos grelhar as berinjelas. Leve uma frigideira antiaderente ao fogão (a maior que tiver) e ligue a chama em fogo alto. Enquanto a frigideira aquece, coloque 2 folhas de papel toalha na tábua, transfira umas fatias de berinjela para o papel e aperte levemente com outra folha para secar aquele líquido que ela soltou.
  9. Para saber se a frigideira já está quente, respingue um pouquinho de água com os dedos. Se as gotas logo evaporarem, deu bom, podemos prosseguir.
  10. Coloque meia colher de azeite na frigideira e acomode ali tantas fatias de berinjela quantas conseguir. Vai precisar fazer mais de uma leva, não se preocupe. Elas só não podem ficar umas sobre as ouras. Fique de olho nelas. Em poucos minutos aquele lado vai dourar. Vire-as com cuidado e espere até dourar o outro lado. Quando estiverem macias e douradinhas, transfira-as para a vasilha da marinada. Repita o procedimento de secar e grelhar bem as berinjelas na frigideira, depois juntá-las à marinada, até não ter mais berinjelas cruas na peneira.
  11. Misture bem as berinjelas grelhadas na marinada e espere pelo menos 15 minutos. Prove e veja se precisa de mais sal. Para o meu gosto não precisou. Sirva em temperatura ambiente.
  12. Se sobrar, guarde na geladeira em pote tampado. Lembre-se de retirar da geladeira uma meia horinha antes de servir, fica mais gostoso.

 

Agora, às compras!

 

Como escolher as berinjelas

A casca deve estar bem escura (se estiver clara, a berinjela pode estar verde), lisa e brilhante, sem rugas em nenhuma parte. Outra coisa bem importante: faça um exame minucioso em busca de furos (eles são sinal de bichinhos lá dentro) – só leve para casa berinjelas sem furos!

 

Como escolher a pimenta-dedo-de-moça

Aqui não tem muito segredo. Ela deve estar durinha e lisa, sem partes murchas, moles ou enrugadas.

Sobre a pimenta Cambuci

Ela não tem picância e em alguns lugares é chamada de chapéu de bispo, mas pra mim parece um disco voador. A Neide Rigo fala dela com muita propriedade aqui. Caso não encontre, não deixe de fazer a receita! É só omitir a cambuci. A berinjela marinada vai ficar boa também.

 

Recapitulando os utensílios que vamos usar

  • Tábua de corte
  • Faca
  • Vasilha grande de vidro ou cerâmica que comporte a marinada (coloque as três berinjelas lá dentro. Se couberem, vai servir com folga
  • Peneira grande ou escorredor de macarrão
  • Vasilha para ficar debaixo da peneira ou escorredor
  • Papel toalha
  • Colher de chá
  • Colher de sopa
  • Frigideira antiaderente (a maior que você tiver em casa)

 

Por fim, um pedido: se fizer, conta pra mim como ficou? O que mudaria? Que ingrediente gostaria de incluir? Serviu com o quê? Pra quem?

 

Cozinhar é conviver. E para mim tudo isso aqui só faz sentido se eu puder conviver um bocadinho com você, Leitora estimadinha e Leitor garboso. <3



2 comentários em “Berinjela marinada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.




Arquivos

Post aleatório

Salada de Beterrabas

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail