Pavê da Vó Dinah

Feriado em dia de semana traz consigo a oportunidade de espiar o que andam aprontando os programas culinários da TV aberta, como o da senhorinha que chama as telespectadores de ‘aminhasamiga’. Sexta-feira santa ela preparava um tal de “Pavê dos Deuses” cuja receita, com mínimas modificações, está anotado em meu primeiro caderno como “Pavê da Vó Dinah”. Dispenso os muito doces, muito cremosos, com muitos ingredientes, com frutas, chocolate, claras e marshmellows. Pavê, para mim, só vale esse, sem muita legalenga e com gosto bem retrô, de coisa de vó.

Rende que é uma beleza, melhor providenciar sua maior travessa. Vale lembrar que é do tipo de sobremesa que se faz um dia antes, para dormir na geladeira. Eis a receita:

Ingredientes:

  • 4 gemas
  • 8 colheres de sopa de açúcar
  • 150 g de manteiga em temperatura ambiente
  • 2 latas de creme de leite sem soro
  • 1 a 2 xícaras de leite
  • 2 1/2 pacotes de biscoito maisena
  • 1 1/2 lata de doce de leite (ou uns 500 g)
  • 150 g de castanha de caju moída (ou amendoim)

Como fazer:

  1. Com o auxílio da batedeira, faça uma gemada bem clarinha batendo bem o açúcar com as gemas.
  2. Adicione a manteiga e bata até incorporar.
  3. Junte o creme sem soro e bata até o creme ficar homogêneo e reserve.
  4. Inicie a montagem: faça uma camada fina de creme no fundo da travessa, vá passando os biscoitos rapidamente no leite e colocando-os lado a lado, bem juntinhos. Cubra com um pouco de creme, nova camada de biscoitos e assim por diante, finalizando com os biscoitos.
  5. Misture bem o doce de leite com uma colher, para desmanchar. Leve-o ao microondas por um minutinho, para ajudar. Cubra os biscoitos da última camada com uma generosa e caprichada porção de doce de leite.
  6. Polvilhe a castanha de caju e leve à geladeira. Sirva no dia seguinte, bem geladinho.


14 comentários em “Pavê da Vó Dinah

  1. Carol

    Olá, uma feliz páscoa para ti. Que sobremesa deliciosa, com certeza vai pra minha pastinha. E estes nomes de receitas que vão, divina, deliciosa, bárbara, e de dar água na boca, parece que até sentimos o gosto. Beijão

    Responder
  2. Cláudia

    Dadivosa, tudo que é antigo em matéria de culinária é bom, coisas de vó, de tias (aquelas sobremesas que sempre compareciam à uma comemoração, eram sempre as mesmas, mas todos esperavam por elas) Coisas que não acontecem mais. De nossas avós, algumas já se foram, o mesmo das tias, e se nao preservarmos os seus surrados cadernos de receita, o que será de nós?

    um beijo grande

    Responder
  3. Ana D.

    Eu também comi essa sabremesa na Páscoa, e foi minha mãe que fez, é OTIMA!!! O difícil é que a gente se empanturra, e depois…AFF!
    Dadi, eu estava com saudades de você, sumiu um tempão.beijinhows

    Responder
  4. Claudia

    Olá!
    Costumo dar uma vista de olhos pelo seu blog tem sempre coisas muito boas. Sou de Portugal e gostava que me esclarece-se uma coisa biscoitos de maisena será que é a mesma coisa que palitos la reine, e outra coisa creme de leite, é natas não é? Continue a divulgar coisas boas pois eu adoro docinhos.
    Beijos Cláudia

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.




Arquivos

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail